Uma road trip! | A road trip!

Tudo começou em Council, com um “já estou farta dos Estados Unidos”, na verdade tudo começou ainda em Portugal quando escolhemos uma rota que ziguezagueia ao longo deste país gigante. O nosso visto é de seis meses, e nós, desde já confessamos, somos ciclistas lentos, daquele género que não pretende andar um largo número de quilómetros todos os dias, daqueles que se distraem a conversar com quem vamos conhecendo, daqueles que gostam de descansar um dia ou dois em sítios que nos agradam, e passar uma semana nas cidades grandes. Tudo isto combinado, e chegámos à conclusão que temos que optar, que não é possível fazer os cerca de 8000 km da rota no tempo do nosso visto, e ainda passar algum tempo na Califórnia, que é um dos estados que achamos que vamos gostar mais, e mais umas semanas a visitar Portland, São Francisco e San Diego.

Assim sendo, e depois de analisada a hipótese de usar transportes públicos, chegámos à conclusão que, tendo que transportar as bicicletas e uma enorme quantidade de bagagem, a melhor forma de saltarmos 1300 km foi mesmo alugar um carro.

E foi assim que nasceu a nossa road trip, tão típica dos Estados Unidos! Infelizmente, por falta de fundos e de tempo foi uma viagem do ponto A ao ponto B, sem paragens para ver as vistas ou conhecermos outras cidades. Foi uma viagem de dois dias, com uma noite passada num motel de beira de estrada, a comer em restaurantes de fast food, a parar apenas em bombas de gasolina, a ver a paisagem a 120 km/h através do vidro de um carro com o ar condicionado ligado.

Confesso que pensei (Sara) que a mudança de cenário, de forma de viajar, pela sua diferença em relação ao nosso quotidiano fosse boa, na realidade revelou-se muito aborrecida. Passar horas sentada sem fazer nada é uma seca, conduzir um carro com mudanças automáticas trouxe algo de excitante à experiência mas depois dos primeiros quilómetros e com cruise control, torna tudo ainda mais aborrecido. Acredito que se tivéssemos aproveitado a oportunidade para parar e conhecer outros sítios teria sido diferente, assim foi só eficiente.

Pois que voámos sobre metade do Kentucky, parte do Indiana, Illinois, o Missouri inteiro e metade do Kansas, sim, foi um grande salto, mas também é um grande país! Nesta nossa mini road trip atravessámos o Rio Mississipi e passámos ao lado de St Louis, foi com grande pena que não parámos, a cidade parecia interessante e à beira rio tinha os barcos com grandes pás que visualizamos ao ler as histórias do Mark Twain. Porém, a parte mais excitante de todas foi mesmo ouvir a canção Case of You, cantada pela Ana Moura numa paragem num Starbucks.

A viagem vai prosseguir de bicicleta a partir de Hutchinson, Kansas, com um dia de descanso com a Becky e o Chuck, e que vai servir para montar as bicicletas e rearrumar as nossas coisas. Kansas, aqui vamos nós!
IMGP1750

IMGP1758

IMGP1760

IMGP6061

IMGP6063

It all started in Council, with a “I’ve had enough of the United States”, in fact it started in Portugal when we chose a route that zigzags along this giant country. We have a six months visa, and, we confess, we are slow cyclists, the kind that doesn’t want to ride a large number of miles every day, the kind that gots distracted talking to the people we meet, the kind that likes to rest a day or two in the places we like, and spend a week in the big cities. All this together, and we realized that we have to choose, it is not possible to make the approximately 8000 km of the route at the time of our visa, and at the same time spend some time in California, which is one of the states that we think we’ll like it more and a few more weeks visiting Portland, San Francisco and San Diego.

Accordingly, and after assessing the hypothesis to use public transport, we concluded that having to carry bikes and a huge amount of luggage, the best way to jumpi over 800 mil was to rent a car.

And so was born our road trip, so typical of the United States! Unfortunately, due to lack of funds and time the trip was merely from point A to point B without stopping to see the sights or know other cities. It was a two-day trip with a night in a roadside motel, eating in fast food restaurants, only stopping at gas stations, and seeing the landscape at 75 moh through the glass of a car with the air conditioning on.

I confess that I (Sara) thought that the change of scenery and to travel by some different means would be good, actually it proved to be very boring. Spending hours sitting doing nothing is a drought, driving a car with automatic changes brought something exciting to the experience but after the first few miles and with cruise control, it makes it even more annoying. I believe that if we had taken the opportunity to stop and visit other sites would have been different, in this way was only efficient.

And so we flew over half of Kentucky, part of Indiana, Illinois, the entire Missouri and half of Kansas, yes, it was a big jump, but it is also a big country! In this mini road trip we crossed the Mississippi River and passed near St. Louis, it was with great regret that we did not stop, the city looked interesting and the riverside had boats with large blades that we can visualize while reading Mark Twain´s books. But the most exciting part of the entire trip was hearing the song Case of You, sung by Ana Moura at a stop in a Starbucks in Missouri.

The journey will continue by bike from Hutchinson, Kansas, with a rest day with Becky and Chuck, that we will also use to assemble the bikes and rearrange our things. Kansas, here we come!

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s