Panamá em números | Panama in numbers

Nº de quilómetros percorridos: 167,98 Km

Dia de entrada: 06.07.2014

Dia de saída: 19.07.2014

Estadia: 14 dias

Maior distância diária percorrida: 107,29 Km

Melhor média diária: 15,10 Km/h

Nº máximo de dias pedalados sem descanso: 1

Nº de boleias apanhadas: 0

Nº de outros transportes apanhados: Autocarro desde David até Panama City e barco até à Colômbia

Nº de noites: 13

Nº de noites em que acampámos: 0

Nº de noites passadas em motéis/hostels: 8

Nº de noites passadas num barco: 5

Nº de noites pagas: 13

Nº de dias parados: 5

Nº de furos: 0

Nº de correntes nas bicicletas: 0

Problemas com as bicicletas: nenhum.

Nº máximo de dias sem tomar banho: nenhum contando com os banhos de mar.

Dinheiro gasto: 1420 € (inclui a viagem de barco)

Melhor momento: San Blás.

Pior momento: A primeira noite a bordo do barco.

A nossa passagem pelo Panamá foi rápida e feita quase sem bicicleta. Talvez por isso a impressão com que ficámos do país não seja a mais simpática, e provavelmente a nossa vontade de apanhar o barco para chegar à Colômbia não nos deixou apreciá-lo devidamente.

De todos os países que já passámos será talvez aquele em que as pessoas são menos simpáticas e abertas, embora nunca tenhamos sido mal tratados. A diferença entre riqueza e pobreza é avassaladora e percebe-se que, embora o Canal do Panamá seja uma fonte de riqueza extraordinária, os lucros que daí advêm não são investidos na população. Há património histórico deixado ao abandono, nas cidades há guetos e modernos arranha-céus, a moeda utilizada é o dólar e o país conta com um regime fiscal especial e a segunda maior zona livre de comércio do mundo.

Por outro lado há muitos sítios que não visitámos e San Blas foi provavelmente o lugar mais bonito onde estivemos durante toda a viagem.

GOPR1054

No. of miles: 104 miles

Day of arrival: 06.07.2014

Day of departure: 19.07.2014

Stay: 14 days

Best daily distance: 67 miles

Best daily average: 9.38 m/h

Maximum number of days cycled without rest: 1

No. of rides: o

No. of other means of transportation: A bus from David to Panama City and the boat to Colombia

No. of nights: 13

No. of nights we camped: 0

No. of nights spent in hotels: 8

No. of nights spent aboard: 5

No. of paid nights: 13

No. of days stopped: 5

No. of flats: 0

No. of chains on the bikes: 0

Problems with the bicycles: none

Maximum number of days without showering: 0 if we count the sea bathing

Money spent: 1420 € (includes the boat trip).

Best moment: San Blas

Worst moment: The first night aboard.

Our trip through Panama was quick and almost done without the bicycles. Perhaps that’s the reason why our perception of the country isn’t that nice, and most likely our urge to take the boat to Colombia didn’t let us enjoy it properly.

Of all the countries we have been to, people are the least friendly and nice, although we never had bad treatment anywhere. The difference between wealth and poverty is huge and we could notice that the huge amount of profit generated by the Panama Canal is not invested on the population. There is some historic places that are rotting, on the cites there are ghettos and modern sky scrapers, the currency is the US dollar and the country has generous tax benefits and the second largest free trade zone in the world.

On the other hand there are plenty of places that we didn’t visit and San Blas is probably the most beautiful place we have visited in the entire trip.

Anúncios

Um pensamento sobre “Panamá em números | Panama in numbers

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s