Finalmente as cicadas! At least the cicadas!

Desde que chegámos muitos nos têm mencionado o grande evento, esperado para este verão, que acontece apenas de 17 em 17 anos, e que são as cicadas (ou cigarras). Estes pequenos animais esvoaçantes ficam a crescer e amadurecer debaixo da terra, e à 17ª primavera, quando a temperatura da terra atinge os 18º graus nascem milhões de cicadas, que acasalam, põe novos ovos e morrem passadas seis semanas.

O fenómeno não é tanto a quantidade de bichos que se vêem mas sim a barulheira que fazem quando estão todas juntas nas árvores. Há relatos de não se ouvirem aviões a passar, quando as sicadas cantam em força.

Confesso que a visão de milhares de bichos quando chegasse ao campo me (Sara) atormentava. Cheguei a mesmo a ter pesadelos!. Depois, os dias foram passando e cicadas nem ouvi-las quanto mais vê-las. Às tantas procurei na internet e parece que se ainda não as tínhamos ouvido também já não ia acontecer. Afinal parece que o que nos faltava era chegar ao campo, e fomos brindados com uma sinfonia inigualável, com um volume de som quase perturbador, e cicadas suficientes até para tirar fotografias e dar umas boleias nas nossas bicicletas de vez em quando.

IMGP1398

IMGP1401

IMGP1405

IMGP1406

Since we arrived here a lot of people have told us about the great event for this summer. It will one happen every 17 years, and we are talking about the cicadas. This small flying animals grow and mature under the earth, and on the 17th Spring, when the land temperature reaches 64º, millions of cicadas are born. They mate, they lay out new eggs, and they die after six weeks.

The thrill isn’t about the quantity of animals that one can see, but more about the noise they make when they are all together in the trees. Some people have told that sometimes it is impossible to ear the airplanes when the cicadas are singing out loud. I confess that thinking about seeing thousands of animals once we get to country was tormenting me (Sara). I even had some nightmares!

Then the days passed by and we didn’t get to ear any cicadas so seeing them was out of question. I looked it over online and he seemed that if we hadn’t see them so far, that wouldn’t happen. Turns out we just needed to get to the countryside, and we were able to listen to a sound different that everything we could image, we such a volume that sometimes it was upsetting, and enough cicadas to take some pictures and often to give them a ride in our bicycles.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s