Colorado do Este | Eastern Colorado

A placa dizia “Bem-vindo ao colorido Colorado”, e foi com esta expectativa que entrámos no Estado que alguns dizem ser um dos mais bonitos da América. Experimentar as paisagens rasgadas do Kansas já tinha sido, aos nossos olhos de europeus, com horizontes pequenos (literalmemte), uma experiência fantástica. É fascinante o quão longe se consegue ver no Kansas, geralmente em paletes de verde, amarelo e castanho, pontuadas por ocasionais extratores de petróleo ou de quintas de criação de gado. A quinze quilómetros consegue avistar-se a próxima cidade, tipicamente com o silo de cereais e o depósito de água como pontos mais altos, seguida de ruas em esquadria, no meio a Main Street que aglomera os serviços mais importantes, estendendo-se depois a cidade ao longo de ruas com nome de números.

Pois bem, a palavra vastidão adquiriu um novo significado ao entrarmos no Colorado. Desta vez a paisagem é árida, de uma natureza intocada, o terreno continua a ser plano, sempre em tons de verde e castanho, mas as árvores e as plantas são muito mais variadas. Temos vindo a subir gradualmente desde o Kansas e já estamos mais altos do que estivemos nas Apalaches. A mais de mil metros de altitude e com nuvens baixas, a sensação de estarmos mais perto do céu vai aumentando.

Num dia o vento está a nosso favor, pedalar é um acto agradável, que se vai tornando mecanizado, e a paisagem deslumbrante convida à introspeção. Temos muito tempo tempo para pensar quando passamos seis horas por dia em cima de uma bicicleta! No dia seguinte o vento já está contra nós, e sentimo-nos pequeninos, esmagados pelas forças da Natureza, os pensamentos concentram-se no esforço físico, na matemática necessária para calcular quantos quilómetros de provação ainda tempos pela frente. O acto de pedalar ocupa a mente, o querer chegar depressa torna-se obsessão.

Circulamos agora nas Prairie Horizon Trails, um conjunto de povoações que se juntou para proporcionar aos ciclistas uma experiência de agradável acolhimento. Tal como no Kansas, viajar por aqui é conveniente, tal como no Kansas as cidades continuam a aparecer a largas distâncias, tal como no Kansas vamos arriscando mais quilómetros diários, mas ao contrário do Kansas não existe monotonia na paisagem, e a impressão que fica é a de acompanharmos os colonizadores do Oeste.
IMGP6133

IMGP6139

IMGP6150

IMGP1881

The sign said “Welcome to Colorful Colorado”, and it was with this expectation that we entered the state that some say is one of the most beautiful in America. Experience the big landscape of Kansas had been, to our european eyes, accustomed to small horizons, a fantastic experience. It’s fascinating how far one can see in Kansas, usually in pallets of green, yellow and brown, punctuated by occasional oil extractors or livestock farms. The next city on the road can be seen from nine miles, typically with a grain silo and a water tank as the highest points, followed by squarely streets, in the middle the Main Street with all the services, and the rest of the city with streets with names of numbers.

Well, the word vastness acquired a new meaning as we entered Colorado. This time the landscape is arid, an unspoiled nature, the land continues to be flat, always in shades of green and brown, but the trees and plants are much more varied. We have been climbing steadily since Kansas and we’re already higher than we were in the Appalachians. At over three thousand feet high and with low clouds, the feeling of being closer to heaven rises.

In one day the wind is in our favor, cycling is an enjoyable act, which then becomes mechanized, and the breathtaking scenery invites to introspection. We have a long time to think when we pass six hours a day on a bike! The next day the wind is against us, and we feel little, crushed by the forces of Nature, the thoughts are focused on physical exertion and the math required to calculate how many miles of testing times are still ahead. The act of pedaling occupies the mind, wanting to get quickly to our destination becomes an obsession.

Now we are riding in Prairie Horizon Trails, a set of villages that joined to provide riders a pleasant experience. As in Kansas, traveling here is convenient, as in Kansas towns are still fall apart, as in Kansas we are pushing to make more miles a day, but unlike Kansas there is no monotony in the scenery, and the impression is to accompany the settlers of the West.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s